O que é Transporte Rodoviário?

O que é Transporte Rodoviário?

Todo transporte que passa por ruas, rodovias e estradas é considerado um transporte rodoviário. É muito utilizado na locomoção de pessoas e produtos, principalmente aqui no Brasil.

O transporte rodoviário geralmente é mais usado para locomoções de curta distância, transporte de produtos mais caros e produtos perecíveis, mas seu frete é bem alto quando comparado a qualquer outro modal de transporte.

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre como funciona o transporte rodoviário no Brasil, visto que nosso país é um dos que mais possui rodovias no mundo graças à governos do século passado que investiram bastante esse tipo de modal.

Porém, não é muito complicado entender o funcionamento do transporte rodoviário no Brasil, estamos aqui para te ajudar e te ensinar tudo o que você não sabe sobre o assunto.

Saiba de uma vez por todas por que o Brasil possui uma malha rodoviária tão forte e como isso influencia diretamente e indiretamente na sociedade, as vantagens e desvantagens e o forte impacto que isso causa.

Hoje você vai aprender tudo que envolve transporte rodoviário, suas vantagens e desvantagens, um pouco da história desse modal no Brasil, sua importância e principais características.

Vantagens e desvantagens do transporte rodoviário

Vantagens e desvantagens do transporte rodoviário

Projetado pelo Freepik

Existem muitas vantagens e desvantagens envolvendo o transporte rodoviário, por isso é importante saber a fundo se você possui algum tipo de relação profissional com o assunto.

Confira algumas delas:

Vantagens

Possui flexibilidade de tráfego, pois diferente de outros modais de transporte, utiliza as rodovias, que facilita e muito já que rodovias possuem mais agilidade no funcionamento, o que nos leva a outra vantagem: rapidez na entrega das mercadorias.

Essa rapidez é muito vantajosa para empresas que dependem de entregas rápidas, como mercados e lojas (físicas e digitais), pois recebem seus produtos para montar um estoque de maneira mais rápida e eficiente, evitando assim problemas com consumidores.

No Brasil esse fluxo de entrega funciona muito bem na maioria dos casos, pois sua maior parte é composto por rodovias, o que permite que as entregas sejam feitas com rapidez e quase sempre dentro do prazo necessário.

Outra vantagem é que o transporte de carga vai até a mercadoria, sem precisar levar a mercadoria até o transporte, como acontece em outros tipos. Isso é muito bom, pois garante uma maior segurança e integridade da carga.

Imagine uma situação onde é preciso levar o produto até o transporte, pode ser bem arriscado, principalmente em casos de produtos perecíveis.

Além disso, a segurança do produto é mais garantida assim, pois não passa por muitos processos antes de chegar ao destino final.

Como esse tipo de transporte está presente em áreas com moradores, possibilita que o produto seja entregue diretamente na porta de casa ou em algum estabelecimento específico, garantindo novamente a segurança do produto.

Isso é uma vantagem enorme para as pessoas, pois possuem a comodidade e facilidade de não precisar se locomover até chegar ao produto, ele pode ser entregue diretamente em casas.

Imagine que você tenha comprado algum produto pela internet e precisa ir até um estabelecimento da sua cidade para buscá-lo, seria péssimo, não é mesmo? É muito melhor que ele seja entregue direto nas nossas casas!

Possui também uma movimentação muito menor dos produtos dentro dos transportes, diferente do modal ferroviário e hidroviário, por exemplo, evitando que o produto tenha o risco de sofrer danos no caminho.

No caso de outro modal, é necessário uma proteção muito maior no produto, que precisa ser muito bem embalado para que não sofra danos.

Dependendo da carga é muito perigoso se mexer durante o transporte, mas essa preocupação quase não existe no transporte rodoviário. Produtos perecíveis e eletrônicos são os que mais necessitam de cuidado, mas não sofrem quando são transportados por caminhões, por exemplo, nem precisam ser embalados de maneira exagerada.

Desvantagens

Uma das maiores desvantagens sem dúvidas é o limite de carga disponível nos transportes rodoviários, que quase sempre são muito menores que em outros, como o modal ferroviário, por exemplo. Portanto, seria necessário um número de cargas maior para levar a mesma quantidade de um produto se comparado com outro modal na mesma proporção.

Isso pode ser muito prejudicial, pois gera uma utilização desnecessária de muitos transportes para transportar pouca carga. Esse problema é muito presente no Brasil, que está sofrendo com o alto fluxo de caminhões presentes nas estradas.

O custo para a manutenção desse tipo de transporte também é muito alto, principalmente em caminhões que são os mais utilizados. Além disso, o frete é sai muito mais caro. Ou seja, muitos caminhoneiros e empresas sofrem para dar conta desse alto custo que demanda esse tipo de transporte.

Podemos citar também o risco altíssimo de roubo e acidentes que o transporte rodoviário possui, pois eu fluxo de locomoção é o mesmo que de muitas pessoas comuns.

Várias vezes nos deparamos com notícias de acidentes e roubo de caminhões que transportavam mercadorias de alto valor em alguma estrada, não é verdade?

É necessário também que a malha rodoviária tenha manutenções constantemente, caso contrário gera problemas para os transportes no longo prazo. No Brasil esse problema já é muito presente, e é um dos motivos que deixam o custo tão alto nesse ramo.

Uma desvantagem muito forte que é exclusiva do Brasil é que apenas 12,5% da malha rodoviária do país é pavimentada, o que causa riscos de acidentes e problemas aos veículos automotivos, principalmente os de carga, como os caminhões.

Pense o quanto isso pode ser prejudicial no longo prazo, pois os custos para arcar com as consequências dessa falha podem se tornar muito altos para o governo e principalmente para as pessoas no geral, que sempre são os que mais sofrem no final.

Esse problema se torna muito maior do que possamos imaginar quando percebemos que a economia do país está nas mãos do transporte rodoviário, ou seja, o Brasil infelizmente é bem atrasado nesse quesito.

Outra situação delicada que é exclusiva do Brasil foi uma medida tomada pelo Governo Federal há alguns anos que possibilitou o crédito barato na compra de caminhões novos e usados.

Essa medida causou um crescimento desproporcional no número de caminhões nas rodovias, que foi um dos vários motivos que acabaram nos levando até a greve dos caminhoneiros ocorrida esse ano em 2018.

Ou seja, foram mais caminhões em mais rodovias muito mal conservadas e sem reparo, se isso nos levou até uma greve em poucos anos, imagine as consequências que podem ocorrer nas próximas décadas. Nos resta torcer para que nenhuma situação se agrave e que tudo se resolva, é claro.

Qual a importância do transporte rodoviário para o mercado brasileiro?

importância do transporte rodoviário

Se você ficou por dentro das notícias do país nas últimas semanas, certamente percebeu o caos que se tornou o Brasil com a greve dos caminhoneiros.

Faltou combustível para abastecer os automóveis, faltou alimento nos supermercados, entregas ficaram atrasadas, isso tudo com poucos dias de greve, imagine se esse problema fosse prolongado por mais algumas semanas? Não teria como viver confortavelmente, muito menos trabalhar, as pessoas ficariam sem recursos e sem sair de casa!

Mas você sabe o motivo disso tudo? Por que os caminhoneiros fazem tanta diferença assim para a sociedade brasileira?

Isso tudo acontece porque nosso país é muito dependente dos transportes rodoviários, pois governos anteriores não investiram em ferrovias e outros meios, portanto acabamos ficando altamente dependentes principalmente dos caminhões que transportam quase nosso PIB (Produto Interno Bruto) inteiro pelas estradas brasileiras.

Outro grande motivo para refletirmos sobre a importância desse meio dentro da economia brasileira é que a maior parte do faturamento nacional vem da agricultura, que é composta por muitos produtos perecíveis, ou seja, faz com que os caminhos sejam mais vantajosos para transportá-los.

17,5% do setor de serviços no país é representado por transportes terrestres, que possui um peso de mais de ⅔ do PIB (Produto Interno Bruto).

Esse número representativo dentro do PIB nos transforma em um país de poucas saídas, pois é dependente demais de alguns setores muito específicos, se ocorrer algum problema nesse setor, como uma crise, podemos enfrentar dificuldades de grande tamanho.

É difícil encontrar um país pelo mundo que dependa tanto assim do transporte rodoviário na economia, a falta de uma malha ferroviária em massa é muito grande e evidente no Brasil, que depende quase que exclusivamente do meio rodoviário.

Hoje em dia é difícil imaginar um cenário onde o país cresça em um curto prazo em outros setores para que essa dependência acabe de vez, porém, quem sabe daqui há algumas décadas essa situação mude, mesmo sendo quase inimaginável.

Como você pode ver, o transporte rodoviário é o mais utilizado no Brasil disparadamente, fazendo com que nossa sociedade seja altamente dependente desse modal.

O que você pensa sobre o assunto? Acha que essa dependência pode ser muito prejudicial em algum aspecto? Como você enxerga as vantagens e desvantagens do transporte rodoviário?

Comente abaixo sua opinião e não se esqueça de dizer o que achou do conteúdo!

5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

Fechar Painel