POR QUE O MERCADO DE CRIPTOMOEDAS É TÃO VOLÁTIL?

23/08/2021

MERCADO DE CRIPTOMOEDAS
Rate this post

Na ruptura do mercado financeiro em 2020, causada pelas ações da pandemia da Covid-19, o Bitcoin (ou BTC) sofreu uma expressiva queda de mais de 60% dos seus ativos.

No mesmo ano, a moeda conseguiu se reerguer e teve uma recuperação de mais de 1700%, no entanto, um ano após a sua queda – em maio de 2021 –, a criptomoeda retraiu para 53% de valorização.

Embora esse efeito seja motivos de preocupação para muitas ‘baleias’ e investidores iniciantes deste mercado, essa é uma característica única de criptomoedas como o Bitcoin, ou mesmo outras moedas presentes no mercado de criptos.

Essas oscilações se devem a uma série de fatores que atingem diariamente o mercado de moedas virtuais, fazendo com que o torne tão volátil.

Por isso, pra te ajudar a entender um pouco mais sobre por que o mercado de criptomoedas é tão volátil, separamos alguns dos principais fatores que podem te ajudar a entender melhor como essa volatilidade acontece.

Vamos ver?

Table
  1. Volatilidade das Criptomoedas: 4 Fatores que Impactam seus Preços
    1. #1 – Mercado em Desenvolvimento
    2. #2 – Ativos Recentes
    3. #3 – Atualizações Constantes
    4. #4 – Regulamentações
  2. Conclusão

Volatilidade das Criptomoedas: 4 Fatores que Impactam seus Preços

O mercado de criptomoedas tem sido volátil desde seus primeiros anos, e isso tem impactado diretamente o comportamento dos investidores neste mercado.

No entanto, apesar dos riscos que giram em torno deste setor, muitas pessoas têm conseguido gerar renda e conseguindo milhões em cima dos períodos de alta destes ativos, enquanto outros perdem grandes quantidades do seu capital em momentos de baixa.

Assim, surge uma pergunta, “por que o mercado de criptomoedas é tão volátil?”.

Para te ajudar, reunimos uma lista com as principais razões pelas quais o Bitcoin e outras criptomoedas são tão imprevisíveis. Acompanhe:

#1 – Mercado em Desenvolvimento

A capitalização do mercado de criptomoedas, em especial a capitalização do Bitcoin, é vasta, porém, esta capitalização ainda está em completa evolução se comparado a outros ativos do mercado.

Exemplo disso, são o próprio ouro e as ações de bolsas tradicionais como os casos da Nasdaq ou S&P500.

Estas bolsas já possuem um grande aporte financeiro e um sistema sustentável, o que indica maior estabilização para este tipo de produtos – No mercado de criptos, isso não acontece.

#2 – Ativos Recentes

Ativos do mercado de criptomoedas ainda estão em pleno desenvolvimento, o que significa que muitos programadores e investidores ainda estão lutando para se adaptar a esta nova realidade.

Deste modo, identificar os momentos mais importantes para monitoração destes períodos, são importantes métodos para analisar os preços, ainda que este seja um estudo recente dentro deste campo.

#3 – Atualizações Constantes

Grande parte dos criptoativos existentes hoje em dia, fazem parte de um sistema virtual conhecido por blockchain, uma rede que permite aos seus usuários rastrear os dados de algumas negociações de determinadas criptomoedas.

Estas criptomoedas variam desde Bitcoin, Ethereum, Axie Infinity e muitas outras.

A grande questão é que, esta ferramenta passa por uma série de atualizações ao longo dos anos, o que leva a uma variação do preço dos ativos.

Assim, o mercado de criptomoedas se torna mais volátil, fazendo com que diversos minerados procurem por novas estratégias, de modo a amortecer os prejuízos de quedas e até mesmo as flutuações das altas.

#4 – Regulamentações

Por ser uma classe de ativos descentralizados, Bitcoins e outras criptomoedas passam todos os dias por uma série de interferências de entidades legais e governos que buscam a regulamentação deste ativo.

Estas ações muitas vezes geram um impacto negativo na maneira como os preços destes ativos variam no mercado de criptomoedas, o tornando completamente volátil.

Conclusão

Especulações para o mercado de criptomoedas para as próximas décadas, indicam que a volatilidade deste campo diminuirá progressivamente.

Inclusive, alguns especialistas já acreditam que haverá um maior crescimento dos seus investidores e uma regulamentação maior à medida que estes negociantes forem ganhando mais conhecimento.

Sem contar que, com as tendências de aprovação por parte de diversos comerciantes pelo mundo, maior será a utilidade destas criptos e o desenvolvimento de suas redes.

Promovendo um aumento gradual do valor das criptomoedas como um todo.

Então, esse artigo foi útil pra você? Que tal compartilhar com outros investidores que têm a mesma dúvida que a sua?

Ah, e não esquece de compartilhar sua opinião através das redes sociais.

Se você quiser conhecer outros artigos semelhantes a POR QUE O MERCADO DE CRIPTOMOEDAS É TÃO VOLÁTIL?, você pode visitar a categoria Diversos.

FERNANDO VALE

Fernando Borges Vale é o autor por trás do blog Logística Total. Com uma sólida formação em Administração e um MBA em Logística Empresarial, Fernando possui um profundo conhecimento e experiência de 42 anos na área. Sua paixão pela logística e sua busca incessante por aprimoramento levaram-no a se tornar um especialista em otimização de processos e gerenciamento da cadeia de suprimentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade e Cookies