Administração de Materiais

Administração de Materiais

A administração de materiais é muito importante para o bom desenvolvimento de uma empresa. Contratar um funcionário qualificado é essencial para que tudo ocorra bem. Para uma boa gestão, é necessário, além de funcionários preparados, mais algumas técnicas para que tudo esteja conforme o planejado. Saiba aqui como você pode realizar isso!

A administração de materiais é extremamente necessária. Se essa função não estiver sendo bem executada, todo o processo de gestão pode decair, fazendo com que os lucros gerados caiam rapidamente e podendo levar a empresa a falência.

Saber conduzir a parte financeira da empresa não é tão simples como parece. Envolvem muitos processos, desde escolher quais são os materiais mais baratos a serem comprados até a contratação de uma empreiteira para uma obra específica.

Mas, o principal objetivo da administração de materiais é determinar quando, quanto, o que e como adquirir algo pelo menor preço possível. A pessoa ou a equipe responsável pelo gerenciamento deve estar com os olhos atentos desde a concepção até o final do consumo de determinado produto.

Quando esses quatro recursos estão alinhados, pode-se dizer que a empresa está indo bem, pelo menos neste setor. A organização e reposição de estoque também estão nas mãos dessa área administrativa da empresa.

Engana-se quem pensa que a administração de materiais é somente na parte do estoque da corporação. Essa função engloba outras partes igualmente importantes para a vitalidade da empresa.

Equilíbrio da Administração de Materiais

Para quem é responsável pela administração de materiais, é cobrada a gestão de estoque e consumo da firma. Esta é a meta primordial. Por causa disso, é imprescindível haver uma comunicação saudável entre os setores de compra, recepção e do estoque de todas as mercadorias.

Como foi comentado anteriormente, essa função possui muito mais responsabilidades dentro da empresa.

Podemos incluir nessa lista: tarefas de compra de todos os produtos que são comercializados, armazenagem correta para que nenhum produto perca a sua condição, conservação de tudo aquilo que está guardado, controle de todos os materiais que entram e saem da loja, distribuição sempre que for necessário e organização de toda a matéria prima disponível.

Todas essas funções descritas acima sinalizam um pouco as responsabilidades da administração de materiais. Toda a demanda que a empresa tiver terá de ser suprida por esse setor.

Podemos dizer que, todas as tarefas citadas possuem um único fim, que é possibilitar o abastecimento contínuo de todos os materiais necessários para que a demanda de produção seja atendida. Para que isso aconteça, é necessário também um conjunto de atividades serem definidas, para que, assim, as diversas unidades de uma empresa sejam supridas.

Administração de Materiais: Qual o impacto que ela gera na empresa?

Administração de Materiais - Qual o impacto que ela gera na empresa?

A teoria da administração de materiais pode até ser fácil quando é lida, mas quando é colocada em prática, a história é bem diferente.

Ela possui inúmeros conceitos, elaborados pelos mais diversos autores espalhados pelo mundo. Aqui, você está lendo sobre a definição usada pelo Concil of Logistics Management (Sendo este o principal conselho de logística do mundo). A definição sobre a administração de materiais é esta:

“A administração de materiais é parte do processo da cadeia de suprimento que planeja, programa e controla, de modo eficiente e eficaz, os fluxos adiante e reverso e a estocagem de bens, serviços e informações, do ponto de origem ao ponto de consumo, a fim de entender as necessidades dos clientes.”   

O que entendemos com isso? Bem, a administração de materiais faz parte de um subprocesso que faz o controle e monitoria de vários recursos que existem dentro de uma organização.

Qual é o seu principal objetivo?

O principal objetivo da administração de materiais é determinar as quatro características citadas mais acima: quando, quanto, o que e como adquirir algo pelo menor preço possível. Essa meta é estabelecida desde a compra com o fornecedor até a satisfação do cliente quando está com o produto em mãos.

Geralmente, a parte do lucro que mais cresce é a que representa a maior parcela de custo para todos os produtos que ainda não foram terminados. Se colocarmos no papel, a porcentagem alcança aproximadamente 52% dos gastos de uma empresa de médio porte. Em alguns raros casos, estima-se que esse número suba para 85%.

Na maioria das empresas, ⅓ do lucro é investido para a armazenagem de produtos indispensáveis nas prateleiras. A administração de materiais se encaixa perfeitamente no controle de tudo o que está sendo colocado no estoque.

Segundo os dados da Associação Brasileira de Movimentação e Logística, a ABML, se você conseguir fazer a gestão do estoque de sua loja corretamente, é possível economizar cerca de 25% dos custos de uma empresa. Se você quer alcançar números tão altos de economia, invista seriamente na administração de materiais.

Quais as áreas que a administração de materiais afeta diretamente?

O gerenciamento eficiente dessa área da empresa afeta não só as zonas que serão citadas, mas praticamente todo o estabelecimento. Os três tópicos apresentados são os que mais sofrem quando acontece uma má administração de materiais, e são os que mais se destacam quando a gestão é realizada com excelência.

Lucratividade da organização

Obviamente, todos os empresários querem receber um saldo positivo quando fecham as contas no final do mês. É um resultado excelente você deduzir todas as despesas da conta e ainda verificar que o caixa ainda está cheio.

O cálculo para saber se você está lucrando é simples: ache o resultado do valor líquido que sua empresa arrecadou e divida-o pelo resultado das vendas. Ele indica todo o percentual que foi obtido através das vendas realizadas em um determinando período. Resumindo, esse é um indicador de aptidão operacional sob a forma de porcentagem.

Excelência de todos os produtos em sua empresa. Quando estamos falando de excelência, pode-se entender que é o mesmo sinônimo de qualidade. A qualidade de cada material vendido por você deve ser impecável.

Você pode enxergar esse conceito em diversas dimensões, pois esse conceito envolve não só a parte externa, mas a durabilidade, o desempenho, a conformidade, o design, as características, a confiabilidade e por aí vai. Sem conta que a qualidade que o cliente perceber será a primeira a ser testada.

Tudo o que você vender passará por testes pelo consumidor, e é aqui que uma boa administração de materiais entra. Caso esta parte da empresa esteja funcionando corretamente, todas as qualidades citadas acima serão bem avaliadas pelo cliente. O cliente terá um bom produto em mãos porque ele foi tratado adequadamente no estoque.

Satisfação garantida de todo cliente que consumir algo que foi oferecido por você

Complementando o tópico anterior, é essencial você satisfazer os clientes com os serviços e produtos que você oferece. Todas as empresas, independente do ramo que estão inseridas, devem procurar atender as exigências do público.

Isso é tão fundamental, mas muitos ainda desprezam esse conceito. Saiba que são os consumidores que fazem sua empresa se manter firme e constante contra a concorrência. É ideal você manter um material bem armazenado, para que quando ele estiver nas mãos de um cliente, ele verificar que a qualidade está excelente e que é melhor garantir o que precisa em sua empresa do que em qualquer outra.

Quais ferramentas podem ser usadas para auxiliar a administração de materiais?

Quais ferramentas podem ser usadas para auxiliar a administração de materiais

Existem muitos recursos tecnológicos disponíveis para você melhorar a sua administração de materiais. Para que tudo seja feito mais rápido, sem maiores esforços, é imprescindível que você utilize esses softwares para conseguir um melhor desempenho de organização. Os que mais podem te auxiliar nesta tarefa são:

1.   ERP (Enterprise Resource Planning)

No nosso país ele é mais conhecido como SIGE – Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. São sistemas que possuem todas as informações da empresa em um único sistema de dados. Fazendo um breve resumo, é um sistema que foi criado para englobar todas as partes da empresa.

Assim, englobando todos os departamentos da corporação, fica muito mais fácil e rápida a administração. A integração criada por essa plataforma pode ser vista por dois ângulos: o funcional e o sistêmico.

2.   WMS (Warehouse management System)

No nosso idioma significa Sistema e Automação e Gerenciamento de Depósitos, armazéns e Linhas de Construção. Essa plataforma oferece a rotação dirigida de estoques, cross-docking, diretivas inteligentes de picking e consolidação. Você pode não conhecer muito bem esses termos, mas são funções exclusivas para ajudá-lo a aproveitar ao máximo os espaços do estoque.

A interface desse programa se assemelha muito ao ERP, que foi citado no primeiro tópico. O WMS permite que você processe todos os pedidos, organize o inventário e resolva todas as devoluções de uma maneira muito simples.

A administração de materiais fica bem mais prazerosa de fazer com essas dicas!

Todas as dicas que foram apresentadas aqui são bem simples de entender. As informações ditas neste artigo servem tanto para o funcionário que está começando a organizar o estoque agora, e para o que já é bem experiente. O aprendizado é essencial, e a tecnologia faz o nosso trabalho ficar bem mais leve.

Apesar de hoje em dia muita coisa está mais fácil, é bom você não descuidar na administração de materiais. Por ser um fator de extrema importância nas empresas, todo cuidado é pouco. Esse setor é fundamental para o bom funcionamento do estabelecimento, portanto, execute essa organização com toda a cautela que conseguir.

5 (100%) 1 vote

Leia também sobre Transporte Terrestre

Este post tem 7 comentários

Deixe uma resposta

Fechar Painel