Controle de desempenho para autônomos em cinco passos

Controle de desempenho para autônomos em cinco passos

Gerenciar uma equipe de colaboradores para muitos pode ser um grande trabalho, dentro de uma corporação. No entanto, realizar o controle de desempenho como autônomo, seja para seus funcionários ou ainda, para si mesmo como empreendedor e profissional autônomo, pode ser um desafio ainda maior.

Para muitas pessoas pode ser considerada como uma atividade desafiante e de grande importância, especialmente para quem trabalha como autônomo, separamos cinco passos para que qualquer profissional consiga realizar o controle de desempenho com maestria.

Entenda o que é o controle de desempenho

O controle de desempenho é formado por diferentes indicadores que poderão ser selecionados de acordo com a empresa, equipe selecionada, atividades realizadas, dentre outros, com o principal objetivo de quantificar a performance dos colaboradores ou mesmo, do próprio empreendedor no caso de pessoas autônomas, conseguindo assim, organizar os seus objetivos assim como, principais atividades que deverão ser realizadas.

A gestão do desempenho quando mensurada corretamente consegue auxiliar os profissionais a visualizarem de uma forma mais clara, quais são os pontos de excelente performance e ainda, aqueles que precisam ser melhorados.

Existem os mais diferentes indicadores, que podem ser selecionados de acordo com o objetivo de cada equipe, colaborador e empresa. É fundamental que o gestor ou empreendedor consiga acompanhar corretamente esses indicadores, visando o futuro e sucesso de seu negócio.

Confira abaixo quais são os principais indicadores que deverão ser acompanhados, para o controle de desempenho em sua empresa.

Índice de produtividade

Apesar do termo produtividade estar muito em alta atualmente, é uma tendência buscar diferentes formas para conseguir manter a equipe com excelente índice de produtividade.

Afinal, quanto mais produtiva for a equipe ou ainda, o próprio trabalhador autônomo, melhores serão os seus próprios desempenhos e quantidade de atividades que deverão ser realizadas ao longo do dia, fazendo com que as atividades possuam mais qualidade e os objetivos, possam ser alcançados mais rápido.

Uma das formas de conseguir manter a produtividade na equipe, além dos indicadores é realizar uma palestra motivacional. Um momento para reunir a equipe, verificar novos objetivos e principalmente motivar novamente a equipe, poderá fazer toda a diferença na produtividade dos profissionais.

Gestão de processos

Assim como as pessoas, os processos também precisam ser gerenciados e esse gerenciamento pode ser realizado através da verificação dos mesmos, pontos em que podem ser otimizados ou mesmo eliminados, para economizar tempo dos colaboradores.

A gestão se faz necessária para buscar a melhoria contínua dos processos realizados, para atender de forma mais assertiva as necessidades dos clientes assim como da própria empresa.

Um profissional autônomo deve verificar os seus processos, buscando priorizar o que é realmente necessário, para não gastar tempo ou dinheiro, com outras atividades que podem ser substituídas ou eliminadas.

Defina os KPIS da empresa

Como já apresentamos é preciso definir os KPIs (Key Performance Indicator) da empresa, para que o controle de desempenho seja mais assertivo, ou seja, definir quais são os indicadores que deverão estar na lista de prioridades, levando em conta principalmente as atividades desenvolvidas por cada profissional.

De acordo com as atividades, objetivos da empresa e até mesmo o segmento de atuação é possível selecionar os melhores indicadores.

Além de selecionar e definir quais são os melhores KPIs, é preciso lembrar de realizar um monitoramento de forma periódica, para verificar as informações coletadas e a partir disso, o que pode ser melhorado.

Saiba analisar as competências

Não apenas os processos e tempo para realizar uma atividade, mas também as competências de cada profissional, é preciso que sejam analisadas, para proporcionar o melhor para a empresa.

Algumas dessas competências como, conhecimento das normas regulamentadoras do segmento, domínio de programação ou ferramentas, capacidade de liderar ou rápida entrega dos projetos, devem ser analisadas e alinhadas de acordo com a necessidade e cultura da empresa.

É possível selecionar alguns graus de competência para a equipe, de forma que seja possível verificar o padrão e o nível que a equipe consegue atingir para cada uma das competências que foram selecionadas.

Desempenho financeiro

O controle de desempenho é essencial para qualquer profissional, assim como para os gestores que precisam controlar a sua equipe.

Além disso esse mesmo controle pode ser utilizado por um profissional autônomo, tenha ele uma equipe ou não.

Mas é preciso informar que o controle não deve ser realizado apenas para pessoas, necessidades ou processos, sendo necessário incluir ainda o desempenho financeiro.

Indicar KPIs para o financeiro de uma empresa, pode ser uma excelente estratégia para o sucesso da empresa e para isso, algumas atividades são de grande importância como, por exemplo, realizar orçamentos mensais e também anuais, organizar as contas, sempre lembrando de separar as contas pessoas e jurídicas, construir uma reserva financeira e por fim, formalizar a atividade para que a partir disso possa realmente ser entendida como um negócio que gera fonte de renda.

Seguindo esses passos simples, é possível obter excelente controle de desempenho para autônomos, de forma que pode realmente transformar a empresa.

Deixe uma resposta